2 1303029 97224181 Michaela Kobyakov 300x241 Frutas e legumes: há limites para se comer alimentos saudáveis?Assim como alimentos pouco saudáveis – como as junk foods e outros alimentos industrializados – o excesso de frutas e legumes podem levar a uma dieta falha. Claro que os níveis de consumo para esses alimentos mais benéficos para a saúde têm um limite muito superior àqueles com excesso de gorduras, sal e calorias vazias.

O estudo, feito por Brooke Schantz, pesquisadora da Universidade de Loyola, nos EUA, aponta que o segredo, como sempre, é controlar o número e quantidade das porções ingeridas. “Frutas e legumes são cheias de nutrientes então, como todo alimento, o excesso pode levar ao ganho de peso”, diz a autora.

De acordo com Schantz as mesmas regras para uma alimentação balanceada devem ser aplicadas ao consumo de frutas e vegetais em geral. O controle do peso, no final das contas, segue uma máxima simples: gastar mais energia do que se consome.

Associar boa alimentação e atividades físicas

Comer somente frutas e verduras sem ter um gasto calórico mínimo (conseguido com ao menos 15 a 20 minutos de exercícios moderados diariamente), consequentemente, pode sim levar ao ganho de peso.

“Diversos pacientes reclamam que não sabem por que não estão emagrecendo, já que suas dietas têm grandes porções de alimentos saudáveis. Mas se não há o hábito de exercícios além de diminuir os alimentos pouco saudáveis deve-se controlar também a ingestão de alimentos benéficos para a saúde”, diz.

Alimentos ricos em fibras

Mas com toda regra há exceção, também para os alimentos saudáveis há “coringas” alimentares. Alimentos ricos em fibras são considerados os mais light que existem e, portanto, diz a pesquisadora, são aqueles que é preciso comer quantidades absurdas para que influenciem no ganho de peso.

“Claro que estamos falando do consumo desse tipo de alimento sem a adição de molhos, queijos, manteiga (no preparo) e condimentos que possam trazer calorias junto – como a mostarda industrializada”, explica a autora que aponta peras, milho, brócolis entre outros, como uma boa opção.

“O estudo aponta que comer bem é controlar as porções – seja qual for o alimento – evitar acompanhamentos que invertam os benefícios das frutas e legumes como excesso de gorduras – sejam elas boas ou não -, açúcar, excesso de sal e, acima de tudo, associar uma boa alimentação com alguma atividade física. Só comer coisas saudáveis e ter um estilo de vida sedentário são hábitos que podem se anular no final das contas”, finaliza.

-

por Enio Rodrigo

-


Que tal receber nossas notícias diretamente no seu email e ficar ligado em todas as novidades sobre saúde e bem estar? Email:


Aproveite e curta nossa página no Facebook:

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (Nenhum voto ainda)